Recentemente conheci uma garota na internet que vou chamar de Mari, ela tinha 23 anos, é uma morena de pele clara cabelos e olhos pretos e aproximadamente 1,70m, depois de muito papo pela web, ela um dia resolveu me convidar pra sair com ela pois estava abalada com o fim do namoro e queria minha ajuda pra ela esquecer seu ex que ela namorava a 2 anos, então sai da minha cidade que fica no interior de SP e fui encontra-la na capital. Só pra não passar em branco eu tenho 22 anos pele branca olhos e cabelos pretos, 1,75 de altura e um bom fisico, sem melhar, mas legal.

Durante o caminho ainda não acreditava na possibilidade de haver alguma coisa entre nós dois, apesar de eu estar indo como um amigo confidente, chegando la ela me pegou no aeroporto, e fomos assistir a um show no olympia que era perto da casa dela, junto estava uma amiga dela que estava pegando uma carona pra encontrar com um amigo que tambem estaria no show…

Chegamos la e fomos pra nossa mesa, só eu e ela, e como eu ja imaginava ela estava ali pra ser consolada por mim, em meio as musicas tambem ouvi seu lamento pelo fim do namoro e a descoberta da traição com outra amiga, mas eu estava ali para aquilo mesmo, só fiquei preocupado com o tanto que ela bebeu, mas não adiantou eu pedir pra ela parar e deu que ela ficou bebada… terminado o show voltamos a nos encontrar com sua amiga e o outro amigo.

Sua amiga logo viu q Mari estava bebada então ela me pediu pra leva-la até a casa dela, então como eu não sabia o caminho (só sabia que era perto dali) sua amiga acompanhou de carro com o outro amigo delas, chegando la falei pra amiga dela se dava pra e esperar levar ela até dentro da casa dela e depois me levar pra um hotel, mas nessa hora Mari se pendurou no meu pescoço e falou com voz bebada – VAI ME DEIXAR SOZINHA NÃO, DORME AQUI COMIGO HOJE – então fiz o que ela me pediue acabei ficando, depois de me despedir dos amigos, entrei com ela pendurada em mim, levei ela até osegundo andar no quarto dela e esperei na sala enquanto ela se trocava e depois de alguns minutos ela vem até a escada quase caindo por causa do porre, estava vestida com uma camisolinha curta rosada transparente

Subi antes que ela tentasse descer e acontece alguma coisa e voltei a leva-la pra cama, mas antes vendo seu estado resolvi dar um banho nela bem gelado pra ver se melhorava, então coloquei ela debaixo da duch fria e enquanto ela tomava o banho e voltava a reclamar do ex, não consegui ficar sem olhar pra ela, sua camisolinha molhada deixava seu corpo a mostra, meu pau ficou duro ao ver seus seios de tamanhos médios e sua xaninha bem raspadinha, não resisti e peguei na sua xaninha que era quentinha e macia fazendo ela gemer – HUMMMMMMMMMMMMM GOSTOSO … HUMMMMMMMMMMMMM ASSIM MESMO MAURO, quando ela disse o nome do ex dela levei um leve susto e fui parando com o que eu estava fazendo pois achei que estava me aproveitando da situação, tirei ela debaixo do chuveiro enchuguei ela e levei até a cama onde ela se jogou de brussos desmaiada por causa do porre daquela noite, e eu fui para o computador dela olhar a internet.

Mas não paraa de pensar nela e no que havia feito no banheiro, meu pau continuava duro, escutei ela gemer e olhei pra tras pra se ela havia acordado, mas ainda dormia, então vi novamente sua buceta aparecendo por baixo da minuscula camisola então peguei e tirei meu pau pra fora da calça e comecei a me masturbar, olhava pra coxas e buceta dela que ainda estavam levemente molhadas, meu pau nunca esteve tão duro e grosso como naquele dia, mas eu estava doido pra fuder ela, então pensei nas palavras dela ao me fazer o convite – "VC PRECISA ME AJUDAR A ESQUECER MEU EX" – e foi o que resolvi fazer.

Tirei toda minha roupa e subi na cama, comecei dando uns beijos em seus pesinhos e fui sobindo pela sua perna que ja estavam bem abertas, fui beijando suas coxas e virilha, cheguei na sua xana e dei umas leves chupadinhas sugando o melzinho dela, logo depois me ajoelhei deixando as penas dela no meio das minhas e me debrucei sobre ela, peguei meu pau e comecei e passar em sua xana, passava na xana dela e dava uma leve pentrada só com a cabeça pois ainda tinha medo dela acordar, mas como ela nem reagia e notei que ela dormia feito um anjo fui penetrando bem devagar, dei minha primeira metida de leve e senti algo estranho e forcei mais um pouco e senti alguma coisa se rompendo e um gemido leve dela – HUMMMMMMMMMMMMM- eu não estava acreditando que eu havia tirado a virgindade dela, pois achava que ela havia feito isso com o ex dela, pois ela me disse que este era o sonho dela -, mas ja era tarde meu pau ja tinha ido até o fundinho da sua xana, meu pau estava tão grande e grosso que senti sua xana apertadinha, mas fui penetrando devagar, com movimentos de vai e vem bem de leve pois queria aproveitar aquele momento, meu pau entrava e enchia toda sua xana, e meu tesão aumentava o que fez com que eu não me controlasse entaõ comecei a meter mais rapido, apoiei minhas mãos na cama erguendo meu corpo e jogueitodo minha força nos moviemntos d penetração do meu pau.

A penetração naquele momento ja era facil devido a lubrificação da xana dela, que estava bem molhadinha, e fui metendo mais rapido e forte pois ja estava pra gozar, mas antes que eu gozasse ouvi ela gemendo ao estar gozando –  AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA… ERA ASSIM MESMO QUE EU SONHAVA QUE VOCÊ FIZESSE MAURO…
Por algum motivo aquele nome me perturbva, não sei era raiva por ele ter abondonado ela ou se tambem sentia um leve ciumes, e aquio me deu mais vontade de meter nela, então debrucei sobre o corpo dela e fui metendo mais forte e rapido e em cima do corpo dela debruçado na cama forçava na xana dela até que chegui no ponto de gozar e dei uma ultima estocada bem forte até o fundo da xana dela onde enchi de porra, dei mais umas estocadas pra terminar de gozar

Depois sai de cima dela e a cobri deitei ao lado dela exausto e acabei dormindo até na manhã seguinte. CONTINUA…

 

… No dia seguinte acordei meio sem saber onde eu estava, devia ser umas 9 da manhã, vesti uma bermuda e uma camiseta e desci pra ver como que Mari estava, desci as escadas pensando na desculpa que iria dar sobre o contecido daquela noite, cheguei na cozinha e ela estava tomando café, comprimentei ela e perguntei se estava tudo bem com ela, ela me respondeu que sim, ainda com um pouco de ressaca, mas disse que isso logo passaria depois de uma piscina.

Ela pediu que eu fosse tambem, então entrei com ela na piscina de bermuda mesmo pois não tinha sunga, e ali ficamos nadando e conversando sobre varias coisas, mas não tocamos no assunto da noite passada, ela então pra relaxar sugeriu que brincasse-mos de pega dentro da piscina, e passamos alguns minutos um fugindo do outro, até que ela cansada encostou na borda da piscina e eu abracei ela por tras fazendo meu pau que estava um pouco duro encostar na bundinha dela fazendo ela  gritar de susto e talvez com um pouco de tesão – AAAAAAAAAAIIIIIIIIIII –  pedi desculpa e ela disse que não era nada e que ia tomar um banho pra almoçar.

Saimos da piscina e enquanto ela tomava banho eu esperava na sala, depois de uns 15 minutos ela desce de roupão  e vem até minha frente e me agradece por tudo que eu havia feito na noite passada e antes que eu pudesse responder ela me surpreeende subindo de no sofa e ficando de joelhos na minha frente com minhas pernas no meio das dela, e foi logo pondo a mão dentro da minha bermuda e tirando minha pica pra fora que ja estava ficando dura com o toque da mão dela.

Mari então se aproximou mais do meu corpo e foi colocando meu pau na xana dela por baixo do roupão, deu uma leve levantada e desceu enfiando todo meu pau na sua xana e gemendo muito – AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA… HUMMMMMMMMMMMMMMMMMMMM- comecei a me excitar mais e senti meu pau enchendo a xana dela, ela então abriu um pouco o roupaõ deixando seus seios a mostra, quando fui pra tocá-los ela segurou minha mão e me pediu pra que eu não fizesse nada, e encostou seus seios no meu peito, me abraçou e começou a cavalgar na minha pica fazendo movimento de vai e vem com seu quadril devagar e sentindo todo meu pau dentro dela, ela estava bem lubrificada o que deixava a penetração ainda mais gotosa.

Senti que ela estava ficando mais excitada pois havia almentado o ritmo dos movimentos…ela rebolava cada vez mais e seus seios ficavam esfregando em meu peito me deixando com mais tesão ainda e ja estava pra gozar…

Mari começou  gemer alto e seu ritmo de cavalgada no meu pau estava muito rapido – HUMMMMMMMMMMMMMMMM… OOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOO –  e não aguentando mais gozei dentro dela, meu pau latejava forte e minha porra encheu sua xana, Mari nesse momento chegou a gritar de tesão – AAAAAAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII – Mari então me beijou e ficamos ali por uns minutos parados, depois fui embora com os agradeicmentos dela e a esperança que ainda possa rolar alguma coisa séria entre nós